O que é Tosse de canil?

O que é Tosse de canil?

A tosse de canil, também conhecida como traqueobronquite infecciosa canina, é uma doença respiratória altamente contagiosa que afeta cães de todas as idades e raças. É caracterizada por uma tosse seca e persistente, semelhante ao som de um ganso ou de um cachorro engasgado. A tosse de canil é causada por uma combinação de vírus e bactérias, sendo a Bordetella bronchiseptica a principal responsável pela infecção.

Principais sintomas da tosse de canil

Os sintomas da tosse de canil podem variar de leve a grave, dependendo da resposta imunológica do cão e da presença de outras doenças. Os principais sintomas incluem:

  • Tosse seca e persistente;
  • Espirros;
  • Coriza;
  • Febre baixa;
  • Falta de apetite;
  • Letargia;
  • Secreção nasal;
  • Conjuntivite;
  • Vômitos, em casos mais graves.

Transmissão da tosse de canil

A tosse de canil é altamente contagiosa e pode ser transmitida de cão para cão através do contato direto com secreções respiratórias infectadas. Isso pode ocorrer durante o contato social, como em parques, creches para cães, exposições caninas e hospedagem em hotéis para animais. A doença também pode ser transmitida pelo ar, quando o cão entra em contato com gotículas de saliva infectadas que são expelidas durante a tosse.

Diagnóstico da tosse de canil

O diagnóstico da tosse de canil é baseado nos sintomas clínicos apresentados pelo cão, bem como na história de exposição a outros cães infectados. O veterinário pode solicitar exames complementares, como radiografias de tórax, para descartar outras doenças respiratórias. Além disso, amostras de secreção nasal ou traqueal podem ser coletadas para análise laboratorial, a fim de identificar o agente causador da infecção.

Tratamento da tosse de canil

O tratamento da tosse de canil geralmente envolve o uso de medicamentos para aliviar os sintomas e combater a infecção. Antibióticos são prescritos para combater as bactérias envolvidas, enquanto antitussígenos podem ser administrados para aliviar a tosse. Em casos mais graves, quando há complicações respiratórias, pode ser necessário internar o cão para receber suporte médico, como oxigenoterapia.

Prevenção da tosse de canil

A prevenção da tosse de canil é fundamental, especialmente em ambientes onde há grande circulação de cães. Algumas medidas que podem ser adotadas incluem:

  • Vacinação: a vacinação contra a tosse de canil é essencial para proteger os cães. Existem diferentes tipos de vacinas disponíveis, incluindo a vacina intranasal, que oferece uma proteção mais rápida e eficaz;
  • Higiene: manter a higiene adequada dos espaços frequentados pelos cães, como parques e creches, é fundamental para evitar a disseminação da doença. A limpeza regular com desinfetantes adequados é essencial;
  • Isolamento: cães infectados devem ser isolados de outros animais para evitar a transmissão da doença. É importante evitar o contato direto e compartilhamento de objetos, como comedouros e brinquedos;
  • Monitoramento: é importante observar os sinais de tosse ou outros sintomas respiratórios em cães que frequentam ambientes com grande circulação de animais. Caso algum sintoma seja identificado, é fundamental procurar um veterinário imediatamente.

Conclusão

A tosse de canil é uma doença respiratória comum em cães, que pode ser facilmente transmitida de um animal para outro. É importante estar atento aos sintomas e adotar medidas preventivas para evitar a disseminação da doença. A vacinação e a higiene adequada são fundamentais para proteger os cães e garantir sua saúde e bem-estar.